4.3.14

Curso Mundial de Dirigentes Associativos da Diáspora - 2ª edição


 

No âmbito do apoio que a DGACCP tem dado à formação de dirigentes associativos, informa-se que vai realizar-se a 2ª edição do Curso Mundial de Dirigentes Associativos da Diáspora, uma iniciativa organizada pela Confraria dos Saberes e Sabores da Beira – Grão Vasco, com o Alto Patrocínio do Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas.
                                 
A iniciativa que irá decorrer em Lisboa, entre os dias 26 e 28 de março próximo, destina-se a portugueses e luso-descendentes, de preferência com alguma experiência associativa, tendo como objetivo reunir dirigentes associativos da diáspora portuguesa oriundos de diversos países da Europa e fora da Europa, reunindo, assim, diferentes experiências, saberes e conhecimentos das associações representadas.

O curso é constituido por uma componente teórica, onde os participantes terão acesso a um conjunto de informações/módulos com documentação útil e importante para o desenvolvimento do trabalho das associações, designadamente programas de ação, organização e gestão associativa, projetos e candidaturas, legislação e parcerias. Haverá também um espaço prático que permitirá visitas a realidades concretas das ações desenvolvidas por diferentes associações portuguesas da região da Grande Lisboa, bem como conhecer o trabalho que as autarquias desenvolvem junto do movimento associativo e partilharem as suas próprias experiências.

Este curso pretende, igualmente, que os participantes levem uma motivação acrescida, novas ideias e novos projetos que permitam dinamizar as respetivas associações junto das comunidades em que estão inseridos. De salientar, ainda, que o curso terá como principal “motor” o reforço da ligação de Portugal com a sua diáspora.

A seleção dos participantes será efetuada através da apresentação do esboço de um projeto associativo que entendam ser importante desenvolver em qualquer área –cultura, desporto, música, comemoração de efemérides (25 de abril, 10 de junho, 5 de outubro ou outras), com o mínimo de uma página e o máximo de duas páginas A4.

A ficha de inscrição de preenchimento obrigatório deverá ter a respetiva fotografia, a indicação do trabalho que desenvolve na associação ou na comunidade onde está inserido e as expectativas relativamente ao curso de formação. No entanto, o envio da candidatura não garante a participação no referido curso, que vai carecer de um processo de seleção através dos projetos enviados.

A ficha de inscrição e o esboço de um projeto devem ser enviados para a Direção de Serviços de Emigração através do endereço eletrónico – emi@mne.pt, até ao próximo dia 10 de março, impreterivelmente. 

A ficha de inscrição poderá ser obtida aqui.

No comments:

Post a Comment

Arquivo - Archive

Followers